domingo, março 21

Jogo interrompido....


E não é que voltou a chuva, desta vez tão forte que interrompeu o jogo…
Realmente não se via há muito tempo tal situação, deixando o Faria e Melo repleto de granizo, muita água, impossibilitando o término do jogo de hoje. Com vários castigos e lesões, Canelas teve alguma dificuldade em escalonar um onze, recorrendo nomeadamente a Rui Penetra, um jovem de grande qualidade que tem andado “desaparecido” do Faria e Melo e que em boa hora regressou, sendo mais ou opção para o ataque, depois da lesão de Nuno Silva. A equipa do Viana apresentou um onze limitado, mas deixou uma excelente imagem hoje frente ao líder Estrela que se apresentou em Viana na esperança de continuar a senda de vitórias que tem alcançado.
Com o início de jogo, entrada forte do Estrela e consequente golo, Júlio a surgir dentro da área, liberto de marcação não desperdiçou tal oportunidade. Decorria dois minutos de jogo. Golpe duro para a nossa equipa que tentava retardar ao máximo o golo adversário. Certo é que o Viana após o golo jogou mais concentrado e equilibrou o jogo, mas sem conseguir chegar-se à baliza adversária. Só conseguiu, nos minutos finais da primeira parte, com alguns lances de perigo, mas sempre controlados por André Rainha. Nessa primeira parte, mais uma lesão de Pinelas, numa senda de lesões que tem infelizmente afectado a equipa, com Pinelas a dar o lugar a Cadeireiro, o único no banco em condições de poder jogar.
Na segunda parte, a toada foi a mesma, com a equipa visitante a tentar cegar à nossa baliza, com o Viana a ocupar bem os espaços e tentar contrariar o jogo adversário. A nossa equipa sentia que este resultado podia dar frutos, quem sabe num lance ofensivo,
mas tudo caiu por terra quando o Estrela chega ao segundo golo, através de Nuno Gaspar, num lance em que Pernas não abordou bem o lance. Decorria 25 minutos e pouco tempo depois, caiu uma tromba de água com granizo, de tal forma que o jogo foi interrompido, deixando o campo do Faria e Melo incapacitado para continuar o jogo. Ricardo Ferreira até ai, passando despercebido do jogo, teve que entrar em acção e perante tal situação, viu-se obrigado a terminar o jogo, sendo acordado entre as três partes, a realização do resto que falta na próxima sexta-feira, pelas 21 horas. Em suma, um jogo em que o Estrela mostrou o lugar que ocupa, mas por outro lado, mostrou um Viana de grande entrega, apesar das limitações para este jogo e que se continuar com esta atitude, podemos conseguir alcançar os nossos objectivos, mesmo que muitos não o queiram.

Ficha de Jogo:
Sp. Viana; Pernas, Zé Pedro, Sanche, Mero, Pinelas (Rui Cadeireiro), Teigão, Ventinhas, André Garcia, David Candeias, Flávio Feles e Rui Penetra.

Estrela : André Rainha, Chico Zé, Ricardo Ramos, Miguel Pimenta, Nélson Valente, Marco Fadista, Magalhães (Bruno Mendes), Jair, Júlio, Fábio (Nuno Gaspar) e Ricardo Antunes.

Árbitros: Ricardo Ferreira, auxiliado por João Marques e Vasco Nunes.

Resultados da 18ª Jornada:

Monte Trigo 5 - Borbense 1
Arcoense 0 - Redondense 0
Giesteira 1 - Calipolense 0
Bencatelense 1 - Portel 1 (interrompido)
Sp. Viana 0 – Est. Vendas Novas 2 (interrompido)
Oriolenses 2 - Santiago Maior 0
Arraiolense 0 – Escouralense 1

Classificação:

1º - Est. Vendas Novas - 51 (-1J)
2º - Monte Trigo - 40
3º - Redondense - 35
4º - Calipolense - 27
5º - Giesteira - 26 (-1J)
6º - Escouralense – 25 (-1J)
7º - Portel - 25 (-1J)
8º - Sp. Viana - 22 (-1J)
9º - Oriolenses - 21
10º - Santiago Maior - 19
11º - Borbense - 19
12º - Bencatelense - 18 (-1J)
13º - Arraiolense - 10
14º - Arcoense - 7