quarta-feira, março 10

Analise à 17ª Jornada


Campeonato Distrital da Divisão de Honra

Classificação Actual:

Est. Vendas Novas – Redondense, claramente o jogo da jornada, visto defrontar-se o primeiro contra o terceiro, sendo este jogo também uma prova de fogo para o Redondense na luta pela segunda posição, num interessante duelo com o Monte Trigo. A equipa do momento, o Estrela atravessa um momento de glória, com reportagens televisivas premiando a excelente época que está a realizar, mas terá que se concentrar neste jogo, caso contrario poderá ter o primeiro dissabor da época, visto que o seu adversário, tem muita qualidade, velocidade, ratice, sendo uma equipa a ter em conta neste jogo. Claro que, em situações normais o Estrela vencerá, por vários factores, inclusive, a equipa de Carlos Vitorino já defrontou o Redondense duas vezes, ambas no Calvário e aí o Estrela foi sempre superior. Bom jogo em perspectiva. Na primeira volta, o Estrela venceu por 3 a 1. Arbitragem de Alvaro Perico.

Calipolense – Arcoense, jogo entre velhos conhecidos em que a equipa da casa é favorita pelo actual momento e porque acima de tudo, a equipa visitante tarda em encontrar o rumo das vitórias e com isso, ficando cada vez mais só na cauda da tabela. Depois da derrota no Redondo, a equipa de Vila Viçosa terá que procurar estabilizar na quarta posição que, se conseguir o manter, será uma excelente classificação. Este desafio portanto, torna-se de grande importância para assim garantir mais três importantes pontos. A equipa dos Arcos terá que lutar pela vitória, num campo que até já venceu, mas as cosias jornada a jornada vão-se complicando. Na primeira volta empate a uma bola. Arbitragem de Mário Carrasco.

Santiago Maior – Giesteira, a equipa de Vítor Pires vem de uma moralizadora vitória no terreno do último depois de uma serie de jogos em altos e baixos, sendo este o rumo pretendido por esta equipa para conseguir garantir os seus objectivos para a época. Jogando em casa terá algum favoritismo, onde tradicionalmente conquista mais pontos, mas pela frente tem uma equipa adaptada às mesmas condições e com moral em alta, depois da boa vitória com o Borba, depois de estar a perder. Jogo equilibrado, interessante, aguerrido destas duas equipas que na primeira volta a sorte sorriu à Giesteira, vencendo por duas bolas a zero. Arbitragem de Maria Oliveira.

Borbense – Oriolenses, mais um bom jogo, no regresso de Vítor Caldeira a Borba. Ora, a equipa do Borba atravessa um mau momento, venceu em casa no seu último jogo, mas voltou a perder neste ultimo domingo, voltando a pressão dos resultados. Este jogo pede-se a vitória perante um adversário directo que vem de dois empates sobe o comando do Caldeira, procurando ele a primeira vitória à frente do Oriola.. Na primeira volta o Oriola venceu por quatro a um. Arbitragem de Nélson Dias.

Escouralense – Monte Trigo, mais um jogo bem “quentinho” no Escoural com duas equipas a quererem recuperar animicamente para o resto do campeonato. A equipa de Luís Balão sob o seu comando venceu um jogo e empatou outro, em Oriola num jogo equilibrado. Este jogo será diferente visto ser um jogo de motivação extra. Um bom teste para os homens do Escoural perante um adversário que vem de “bapo-cheio” do ultimo jogo, frente ao seu eterno rival Portel. Sem duvida um grande jogo que se espera com muito publico. Na primeira volta a equipa do Nuno Gaspar venceu por três a zero. Arbitragem de António Fernandes.

Portel – Arraiolense, depois da goleada sofrida em Monte Trigo, a equipa de Valente vê neste jogo, uma excelente oportunidade para regressar às vitórias na prova depois de dois resultados menos conseguidos. É favorito para este jogo mas no entanto terá que ter em atenção um Arraiolense que despertou nestes últimos dois jogos e com isso querendo alimentar a esperança de permanecer na divisão de honra. Na primeira volta registou-se um empate a uma bola. Flávio Roques.

Sp. Viana – Bencatelense, interrompido um ciclo de quatro vitórias consecutivas, a nossa equipa procura neste jogo recuperar a confiança frente a um adversário que é tradicionalmente difícil para o Viana. O jogo de Arraiolos já lá vai, deixou marcas na equipa, castigos, lesões, etc… sendo importante nesta fase esquecer esse jogo. No entanto as limitações para este jogo serão notórias, mas a equipa terá que se unir e com isso “cerrar dentes” para levar de vencido o seu adversário. Jogamos em casa, num campo onde queremos mandar e com isso conquistar mais três importantes pontos para os nossos objectivos. O Bencatelense agora treinado pelo conhecido Galhofas vem de resultados negativos, mas desloca-se a Viana com intuito de vencer. A sua posição actual na tabela também lhe mete pressão, sendo necessário vitórias para sair desse lugar. Na primeira volta empate a uma bola. Arbitragem de Paulo Avó.