domingo, abril 18

Vitória suada

Primeiro que tudo, dar os parabéns ao Estrela de Vendas Novas pelo titulo hoje alcançado no Escoural, sendo claramente um justo vencedor deste campeonato. Quanto à partida de hoje, começar por dizer que estes jogadores e árbitros que estiveram em campo estão de parabéns pelo bom jogo efectuado, perante condições desfavoráveis para os mesmos, com um campo pessadissímo, sem condições para a prática do futebol, mas os jogadores não viraram a cara à luta e entregaram-se de corpo e alma.
O jogo começou com a equipa do Viana a entrar forte, forte mesmo, vestindo o fato macaco e com isso, marcou logo aos três minutos, num lance em que Lameira ainda defende um remate de cabeça, mas Dino oportuno a encostar a bola para a baliza. Que melhor começo era de esperar? A equipa do Santiago não entrou bem, estava fora do jogo, talvez pela chegada tardia ao campo e com isso o Viana soube bem aproveitar, tendo ampliado a vantagem perto do quarto de hora, com Ventinhas oportuno a cabecear a bola entre dois jogadores visitantes , após uma bola bem colocada para as costas da defesa. O jogo estava fácil, grande dinâmica de jogo por parte dos nossos atletas e consequente perigo para a área de Lameira. Decorria 25 minutos de jogo quando as coisas se alteram, muito por culpa da juventude de Rui Penetra que sem razão aparente, perde a cabeça e num lance que pede falta, este responde com uma entrada “louca”, obrigando Paulo Larga a expulsa-lo. De facto à situações que não tem explicação e esta foi uma delas, obrigando a equipa a um desgaste extra. Pouco depois, numa perda de bola de Ferro na primeira fase de construção, rápido ataque dos visitantes que só não foi golo, porque Salgado respondeu com uma defesa crucial após remate de Marco. Poucos minutos depois, Dino consegue no meio de três adversários, rodar e quando atirava para a baliza é derrubado dentro da área, penalty claro que Sanches à segunda marcou após boa defesa de Lameira. Na segunda parte, o jogo tornou-se estranho, com o Viana a tentar defender em desvantagem numérica e o Santiago a apostar tudo para reduzir. Conseguiu logo no inicio da segunda parte, com um centro de qualidade da esquerda e Marco e surgir sem marcação e de cabeça a reduzir o marcador. Cresceu os visitantes, o Viana tentava aguentar a pressão, num campo pesado, com menos um jogador não era fácil, mas conseguiu aguentar o jogo, tentando nomeadamente por Dino e Ventinhas, levar perigo para a baliza adversaria. Não houve mais golos e com isso uma importante vitoria da nossa equipa que hoje foi de uma dedicação enorme, conseguindo os seus objectivos. O árbitro Paulo Forca provou hoje mais uma vez que é claramente um dos melhores árbitros deste distrital, num jogo em que não era fácil dada as condições do campo.
Por fim, dedicar esta vitória aos jovens jogadores da equipa de juvenis futsal que ontem tiveram um acidente quando se deslocavam para Montemor, felizmente não houve feridos graves, desejando a todos eles as rápidas melhoras.
Próximo jogo, sábado, dia 24 de Abril pelas 15 horas em Vila Viçosa frente a um Calipolense que está em alta.

Ficha do jogo;
Sp. Viana;
Salgado, Ze Pedro, Sanche, Mero, Pinelas, Teigão, Ferro, Ventinhas (Feles), David Candeias (Cadeireiro), Rui Penetra e Dino (André Garcia).

.

Santiago Maior; José Lameira, Edgar, Beta, Bia , José Salvador, César, Márcio, Joaquim Miguel (José Belo), Tónhico (Cambim), Nelson e Marco.

.
Árbitros: Paulo Larga, auxiliado por Paulo Gaudêncio e Nélson Piteira.

Resultados da 22ª Jornada:

Portel 2 - Borbense 0
Bencatelense 0 - Calipolense 3
Monte Trigo 4 - Arcoense 0
Sp. Viana 3 - Santiago Maior 1
Arraiolense 1 - Redondense 1
Oriolenses 1 - Giesteira 1
Escouralense 0 – Est. Vendas Novas 2

Classificação:

1º - Est. Vendas Novas - 63 (-1J)
2º - Monte Trigo - 49
3º - Redondense - 45
4º - Calipolense - 36
5º - Escouralense - 34 (-1J)
6º - Giesteira - 30 (-1J)
7º - Sp. Viana - 29 (-1J)
8º - Portel - 29
9º - Oriolenses - 25
10º - Bencatelense - 24
11º - Santiago Maior - 22
12º - Borbense - 22
13º - Arraiolense - 14
14º - Arcoense - 7