quinta-feira, maio 13

Campeões

Dia 13 de Maio é por si só um dia importante, dia esse fortemente ligado à componente religiosa, no entanto para o nosso clube, este dia também é repleto de história e como tal, resolvemos aqui o homenagear.
.

Foi no dia 13 de Maio de 1971 que o nosso campo foi inaugurado, o velho Faria e Melo, que ao longo dos anos tem sofrido obras para o melhor apetrechar de condições para a prática desportiva. Hoje, o nosso clube debate-se com um enorme problema, o seu piso. Agora que todos, ou caso todos os concelhos do nosso Portugal tem um campo relvado, tristemente o nosso concelho ainda está na cauda do desenvolvimento. É triste, desmotivador, preocupante ver miúdos e graúdos praticarem ali o desporto que mais gostam em condições já consideradas desumanas. Felizmente, a nossa autarquia pegou no assunto, elaborou um projecto e tudo se encaminha para que no futuro próximo, Viana possa ter mais e melhores condições para que os nossos miúdos, principalmente estes, voltem a jogar futebol, valorizando o nosso clube, a nossa vila. Estando à espera de apoios, a nossa Câmara promete as tão desejosas obras a curto prazo. Estamos à espera ansiosamente.

.
A já longa vida do nosso clube, conta com alguns títulos, dois campeonatos distritais de seniores e um de Iniciados no que diz respeito a futebol. Esta data, 13 de Maio faz-nos relembrar aquele domingo em Cabrela, época 2006/2007 que nós nos consagrámos campeões distritais. É disto que vamos hoje falar.

.
A campanha dessa equipa durante a época foi de facto gloriosa, porque não entramos bem, fomos crescendo, conseguimos o apuramento para a fase final sobre pressão, obrigado a ganhar todos os jogos e conseguimos. Fomos de uma enorme atitude, crença. Chegados à fase final, entramos bem e como era importante entrar a ganhar, batemos o S. Manços que era uma equipa de grande qualidade e consequentemente fomos vencendo jogos, garantindo a subida, em casa frente ao Aldeense. Na última jornada o título jogava-se em Cabrela, adversário já condenado, depois de uma boa prestação na fase regular. Em jogo morno, fomos mais felizes, graças a um Veiga que resolveu entrar na história do clube, apontando um grande golo, já na fase final da
partida. O sonho estava realizado, prémio justo para esse grande grupo de trabalho, dos melhores que o Viana teve, sobe a batuta do grande Pinelas, que foi o grande obreiro desta conquista.
Para continuar a homenagear todo este grupo, teremos obrigatoriamente de falar dos jogadores.

.
Começando na baliza, Espada foi o grande esteio da equipa, dos melhores, senão o melhor do campeonato. Este jogador foi determinante na conquista da prova. Esteve imperial em determinados jogos, valendo à equipa a conquista do título. Quando se esperava que fosse afirmar-se no distrital, terminou a sua carreira, muito por culpa de uma lesão que o afectava há algum tempo, o joelho. O outro guarda-redes do plantel era o então júnior Tiago Cardoso que jogou no último jogo em Cabrela para ser campeão, poucos minutos onde não acusou a pressão quando o Cabrela tentava chegar ao empate. Um miúdo de 17 anos naquele tipo de jogo, foi grande! Depois dessa época ingressou no Outeiro onde jogou com mais regularidade, mas esta época infelizmente não jogou visto ter sofrido um grave acidente de viação. Estará para breve o seu regresso?
.

Na defesa, Dani era um jogador útil, sempre assíduo aos treinos, não era titular mas quando era chamado fazia o seu papel, de lateral direito. Um grande homem que sempre ajudou a equipa. Saiu nesse ano para o Outeiro ficando lá até a época passada. Neste momento está radicado fora de Portugal. Nelson Pelica, era o titular da direita, famoso pelos seus pontapés de baliza, em que o seu fiel bico o acompanhava sempre. Foi dos jogadores mais utilizados na defesa, ora a lateral, por vezes a central, continuando na equipa na época seguinte, acabando por abandonar a meio porque também ele procurou a sorte fora de Portugal ao nível de trabalho. Gomes, o central que era pouco utilizado, mas quando o era, não deixava ficar mal o mister, forte fisicamente, colocava-se bem, jogando a central de marcação. Continuou no Viana, mas depois saiu para o Outeiro, procurando jogar com mais regularidade, onde hoje ainda joga. Alves era o pilar da defesa, em grande forma, era ele o “el comandante” da defesa, um jogador de fino recorte técnico, sabia gerir toda a defesa, utilizando toda a sua escola (Vit. Setúbal) em campo. Continuou até esta época no nosso clube, acabando em Dezembro último por sair, devido ao seu trabalho, que o impossibilitava de treinar. Fife, era um lateral esquerdo aguerrido que quando jogava também ele deixa tudo em campo. Esteve uma fase retirado da equipa mas foi também ele importante no titulo. Nessa época acabou por sair, Outeiro foi o destino, acabando por deixar de jogar. Esta época ingressou no Viana como massagista, mas o seu trabalho de bombeiro não lhe dá muito tempo livre, abandonando a equipa. Veiga, ora jogava a central ou a trinco ficará para sempre associado ao título porque foi dos pés dele que nasceu o golo do título. Outro pilar da equipa, era experiente e consequente peça importante na equipa. Chegou em Dezembro como reforço, não jogou com a regularidade pretendida mas quando o vez, cumpriu. Continuou no Viana na época seguinte, saindo depois para o Sto. António onde ainda representa o clube. Abílio, era um central de forte marcação, ideal para travar aqueles avançados que metiam medo. Com ele em campo, a equipa era forte defensivamente e um perigo nas bolas paradas. Pena a sua cabeça, pois hoje podia estar bem melhor. Depois andou pelo Alvito, Outeiro este ano no Aguiar no Inatel, mas sempre sem épocas regulares. Canelas era o lateral tanto jogava na esquerda como na direita, graças a sua polivalência. Um jogador regular que fazia da assiduidade, da responsabilidade, a sua arma. Hoje é o treinador da equipa há 2 anos e meio, substituindo Pinelas a meio da época, no ano seguinte à subida. Vilalva, jogador chave no grupo pelo companheirismo, pela união jogava a lateral, sendo no jogo aéreo a sua maior arma. Dizia muita vez “no ar até sinto vertigens”. Continuou na época a seguir mas abandonou o plantel, radicando-se nos pombos e em Beja. O Grande Vilalva. Nuno Galego, este central de grande qualidade apenas realizou um jogo, o primeiro, lesionando-se de seguida. Depois juntamente com um problema de saúde, não mais deu o seu contributo à equipa. Foi sempre um jogador que acompanhou a equipa, mesmo fora, sendo este campeonato também dele.
.
No meio campo, destacava-se o capitão Ventinhas, palavras para quê, era o esteio do meio campo, onde a sua qualidade e entrega, realçava. Ainda hoje mantém as características, sendo o nosso grande capitão. Nesse ano foi nomeado melhor jogador da nossa serie. Fernando Luís era também a muleta de Ventinhas, forte fisicamente, tinha um pé esquerdo que por vezes fazia moça, ora na baliza, ora nos adversários. Um jogador de equipa também ele determinante na conquista do titulo. Hoje encontra-se no Sto. António depois de ter continuado na nossa equipa mais duas épocas. Paulo Cardoso, era trinco por vezes também central, era um jogador humilde, trabalhador que merecia jogar. A sua altura por vezes ajuda, principalmente em bolas paradas. Continuou na época a seguir, mas depois regressou ao “seu” Aldeense. Pepas, era o jovem irreverente da equipa, com uns pés fabulosos, mas de feitio complicado, que o diga Pinelas. Este miúdo tinha uma qualidade fora do normal, mas cedo se percebeu que assim era complicado. Outro Balotelli! Continuou na equipa no ano a seguir, mas por pouco tempo. Os estudos levaram-no para outras paragens. Rui Cadeireiro, ainda júnior, era escolha frequente dos seniores quando era necessário alguém para o meio campo. Este rapaz ainda hoje joga na equipa sénior, sendo de tremenda importância. O facto de ser militar impede-o de ser outro jogador. Foi importante na fase final, sendo escolha regular nesses jogos. Dino, teve o azar de se lesionar frente ao Alcaçovense na 8ª jornada quando era dos jogadres mais regulares da equipa. A sua entrega ao jogo era determinante. Teve que ser operado ao joelho, regressando na época seguinte. Ainda faz parte da nossa equipa, sendo um jogador ainda muito utilizado. Guilherme, tinha um bom pé esquerdo, jogando no meio campo, no corredor. Tinha perdido a velocidade dos outros tempos, mas a sua experiência era crucial. Saiu no outro ano para o clube da sua terra, o Outeiro, onde ainda joga.

.
Na frente de ataque, pontificava António, o pequenino, aquele que quando apareceu no Faria e Melo, alguns se riram, mas cedo demonstrou que para ser jogador, goleador, não era preciso estilo, mas sim eficácia. Antes dos jogos, fumava e bebia que nem um desalmado, mas depois no campo, a sua velocidade, a sua veia goleadora fazia estragos. Estamos a falar de um jogador com pouco mais que metro e meio… Foi o melhor marcador da equipa com golos determinantes que valeram a conquista do campeonato. Infelizmente, António rumou nesse ano à Suíça, ao que dizem vai fazendo estragos por lá, mas aqui em Viana deixou saudades. Cabral, este goleador nato que também deixou marca. De cabeça era mortífero, na área era fino, parecia o Néné, nem se sujava (Ele que também é grande Benfiquista, lol). Depois a alegria dele fazia o resto. Continuou na época seguinte, saindo para a Madeira depois. Há duas época ingressou no Sto. António, onde já faz parte da mobília. Albertini, outro a par de Pepas, que podia ter ido longe. De uma qualidade enorme, nunca conseguiu estabilizar ao ponto de ser um jogador que todas as épocas fosse cobiçado. Continuou na época a seguir, saindo a meio para o seu Outeiro. Canelas esta época deu-lhe outra oportunidade de jogar na honra, mas voltou a regressar ao seu clube. Nesta equipa ele também foi dos mais goleadores, jogava como extremo direito, sendo um quebra-cabeças para as defesas. De bola parada, sempre que podia marcava, demonstrando toda a sua técnica. Brálio, ora jogava a avançado, ora a dez, era no jogo aéreo a sua referência. Jogador de pulmão grande, sendo muito utilizado e de vez em quando marcava. Continuou até esta época no Viana, mas os estudos afastaram-no da equipa, sendo pouco utilizado. Patalouco, era um avançado também ele rapidíssimo que quando jogava ajudava a equipa. Teve uma época complicada, cheia de lesões, realizando poucos jogos. Continuou no clube na época seguinte, deixando de jogar há duas épocas por motivos escolares.
Por fim uma palavra ao mister da altura. Pinelas.


Foi ele o grande obreiro da equipa, escolheu bons jogadores, conseguiu uni-los, criou um grande laço de amizade entre eles e no fim tudo junto deu um grande resultado. Como premio, recebeu o titulo de melhor treinador da nossa serie, premiando todo o seu trabalho. Continuou na época seguinte como treinador, saindo a meio face aos maus resultados, voltando a jogar, sempre no nosso Viana.
.

Esta equipa ficara para sempre na história do nosso clube, como campeões distritais da 1ª divisão, época 2006/2007.
.



1ª Jornada (Folgou)
.
2ª Jornada Sp. Viana 3 Cortiço 4
Espada,Nelson,Galego,Abilío,Felipe(F. Luís),Ventinhas,P. Cardoso (Brálio),Albertini,Cabral (António),Dino e Guilherme.
Golos: Abílio, Albertini e Brálio
.
3ª Jornada Aguiar 0 Sp. Viana 1
Espada, Canelas (Gomes), Alves, Abílio e Felipe, P. Cardoso (Brálio), F. Luís e Dino, Guilherme, Albertini e Cabral (António).
Golo: Brálio
.
1ª Eliminatória da Taça Sp. Viana 2 Sto António 1
Espada, Canelas, Alves, Abílio e Felipe, Ventinhas, F.Luis, e Brálio, Albertini, Guilherme (Dino) e Cabral (António)
Golos: Albertini e Dino
.
4 ª Jornada Sp. Viana 4 Santana 3
Espada,Canelas,Abilio,Ventinhas e Felipe (Nelson), Dino, F. Luis e Brálio (P. Cardoso), Albertini,Guilherme (Victor) e António.
Golos: António 2, Albertini e Abílio
.
5ª Jornada Morense 2 Sp. Viana 2
Espada, Canelas, Ventinhas, Abílio, Gomes (Felipe), P. Cardoso, Dino (Brálio), F. Luis, Albertini, Guilherme e António (Cabral)
Golos: Dino e António
.
6ª Jornada Sp. Viana 3 Sto. António 2
Espada, Canelas, Abílio, Alves e F. Luis, Ventinhas , P. Cardoso (Nelson) e Dino, Albertini (Vilalva), Guilherme e António (Cabral).
Golos- Alves, Albertini 2
.
2ª Eliminatória da Taça Azarujense 0 Sp. Viana 3
Tiago Cardoso, Daniel, Alves, Gomes e Nelson Pelica, Ventinhas, P.Cardoso (António) e Brálio, Rui Vilalva (Canelas), Pinelas (Victor) e Cabral
Golos- Brálio, Victor e Cabral
.
7ª Jornada Cabrela 2 Sp. Viana 4
Espada, Canelas, Alves, Abílio e Nelson, Ventinhas (Brálio), F.Luis e Dino, Albertini (Gomes), António e Cabral (Victor)
Golos: António 3 e Albertini
.
8ª Jornada Sp. Viana 1 Alcaçovense 1
Espada, Canelas, Gomes, Alves e Nelson, F.Luis, Dino (Vilalva) e Brálio (Ventinhas), Cabral (Victor), Albertini e António.
Golo: Alves
.
9ª Jornada Arraiolense 3 Sp. Viana 0
(Sem registo)
.
10ª Jornada Sp. Viana 2 Brotense 0
Espada, Daniel, Alves, Gomes (Pepas) e Canelas, P. Cardoso, F. Luis e Albertini, Vilalva, Victor (Guilherme) e Cabral ( António)
Golos- Alves e António
.
11ª Jornada Giesteira 0 Sp. Viana 2
Espada, Canelas, Alves, Nelson e F.Luis (Guilherme), P. Cardoso, Ventinhas e Cabral, Albertini( Rui Vilalva), Victor (Brálio) e António.
Golos: António e Albertini.
.
Oitavos final taça Calipolense 5 Sp. Viana 0
Espada, Canelas, Alves (Rui Vilalva), Veiga e F.Luis (Nelson), P. Cardoso, Ventinhas e Cabral, Brálio, Albertini e António (Pepas)
.
12ª Jornada (Folgou)
.
13ª Jornada Cortiço 1 Sp. Viana 3
Espada, Nelson, Veiga, Alves e Canelas (Felipe), P. Cardoso, Ventinhas (Guilherme) e Pedro Cabral, Albertini (Victor), F.Luis e António.
Golos: Alves 2 e Vítor
.
14ª jornada Sp. Viana 6 Aguiar 1
Espada, Rui Vilalva, Nelson Pelica (Felipe), Alves e Veiga, P. Cardoso, F.Luis e Cabral, Albertini (Daniel), Victor Patalouco(Pepas) e Brálio.
Golos: Albertini, Brálio 2, Patalouco, F.Luis e auto-golo
.

15ª Jornada Santana 3 Sp. Viana 0
Espada, Nelson, Veiga, Alves e F.Luis, Ventinhas, P. Cardoso (Canelas) e Cabral (Guilherme), Albertini, Victor (Brálio) e António.
.
16ª Jornada Sp. Viana 1 Morense 0
Espada, Vilalva, Alves, Nelson e Canelas, P. Cardoso, F.Luis(Ventinhas) e Pedro Cabral(Victor), Albertini, Pepas (Guilherme) e António.
Golos: António
.
17ª Jornada Sto. António 0 Sp. Viana 1
Espada, Nelson, Alves, Paulo Cardoso e Canelas, Ventinhas, F.Luis e Cabral (Guilherme), Albertini (Victor), Pepas (Brálio) e António
Golo: Cabral
.
18ª jornada Sp. Viana 1 Cabrela 3
Espada, Vilalva (Guilherme), Alves, Nelson e Canelas, P.Cardoso, Ventinhas e Cabral (Brálio), Albertini, Pepas (Victor) e António
Golo: Cabral
.
19ª jornada Alcaçovense 0 Sp. Viana 2
Espada, Nelson, Alves, P. Cardoso e Canelas, Ventinhas, F.Luis e Brálio (António), Albertini (Pepas), Victor (Guilherme) e Cabral
Golos: F. Luís e Cabral
.
20ª Jornada Sp. Viana 2 Arraiolense 0
Espada, Vilalva (Gomes), Alves, Veiga e Nélson, F.Luis, Ventinhas e Brálio ( António), Albertini, Pepas (Cadeireiro) e Cabral
Golos: Veiga e Rui Cadeireiro
.
21ª jornada Brotense 0 Sp. Viana 3
Espada, Vilalva, Alves, Veiga e Canelas, F.Luis (Gomes), Ventinhas (Albertini) e P.Cardoso, Pinelas, Brálio e Cabral ( António)
Golos: Pinelas, Brálio e Albertini
.
22ª jornada Sp. Viana 3 Giesteira 0

Espada, Vilalva, Alves, P.Cardoso e Canelas, F.Luis, Ventinhas (Nelson) e Brálio (Cadeireiro), Albertini, Pepas e Pedro Cabral (António).
Golos: Cabral e Albertini 2
.
Fase Final
.
1ª jornada Sp. Viana 4 S.Manços 1
Espada, Canelas ( Veiga), P.Cardoso, Alves e Vilalva (Nelson), Ventinhas, F.luis e Cabral, Brálio, Albertini e António (Pepas)
Golos: António 3 e Cabral
.
2ª jornada Aldeense 0 Sp. Viana 2
Espada, Nelson, Alves, P.Cardoso e Canelas, F.Luis, Rui Cadeireiro (Vilalva) e Brálio (Daniel), Pepas (Guilherme), Cabral e António
Golos: António 2
.
3ª jornada Sp. Viana 2 Cabrela 0
Espada,Vilalva,Nelson, P.Cardoso e Pinelas (Brálio), Ventinhas (Veiga), Cadeireiro e P.Cabral (Pepas), Albertini, F.Luis e António.
Golos: Brálio e Pepas
.
4ª Jornada S. Mancos 1 Sp. Viana 0
Espada, Vilalva, Alves (Veiga), Paulo Cardoso, Nelson, Ventinhas, Rui Cadeireiro, Fernando Luís, Albertini, António e Pepas.
.
5ª Jornada Sp. Viana 2 Aldeense 0
Espada, Vilalva, Alves, P. Cardoso, Nelson, Ventinhas, Veiga, Albertini, F. Luís (Brálio e Pepas), Cabral (Rui Cadereiro) e António.
Golos: Auto-golo e Albertini
.
6ª Jornada Cabrela 0 Sp. Viana 1
Espada (Tiago), Nelson, Alves, Veiga, Canelas, Rui Cadereiro (F. Luís), Ventinhas, Cabral, Albertini, Brálio (Pepas) e António.
Golo: Veiga
.
Lista de Marcadores:
António, 14 golos
Albertini, 12 (1 Taça)
Brálio, 7 (1 Taça)
Cabral, 6 (1 Taça)
Alves, 4
Vítor, 2
Fernando Luís, 2
Veiga, 2
Abílio, 2
Pepas, 1
Pinelas, 1
Cadeireiro, 1
Dino, 1
Auto-golos, 2