segunda-feira, novembro 13

Séniores - SP.Viana 1 - Canaviais 2

No passado domingo o Sporting de Viana do Alentejo recebeu a equipa dos Canaviais numa partida a contar para a Divisão de Elite da AFE onde o conjunto visitante somou os 3 pontos ao vencer a nossa equipa por 1-2. Depois de uma semana em que ficamos ao corrente da decisão de nos retirarem 3 pontos numa partida da 1ª Jornada onde de forma meritória e no lugar certo (...dentro do terreno de jogo...) tínhamos vencido acabamos por chegar a este jogo não totalmente tranquilos e algo injustiçados com mais uma decisão que em nada abona para a continuidade dos clubes que com muitos sacrifícios vão sobrevivendo ano após ano contra tudo e todos...
No que a esta partida diz respeito tivemos dois emblemas frente a frente que tiveram de lidar no inicio da temporada com a formação de planteis praticamente construídos do zero e que vão jornada após jornada tentarem se apresentar de forma mais coesa e apta para as vicissitudes dos encontros que vão disputando. O Sporting de Viana na primeira metade do encontro e pese embora talvez tenha feito a partida menos conseguida dos jogos já disputados, podia ter chegado ao intervalo a vencer por uma margem confortável mas apenas chegou ao final dos 45 minutos iniciais a vencer por 1-0 com um golo de Kiko. História já conhecida em muitas partidas de que quem não marca sofre e foi isso mesmo que aconteceu dentro das 4 linhas na 2ª parte, pois os Canaviais a perderem pela margem mínima nunca desistiram de levar pontos de Viana do Alentejo e em 2 lances de bola parada fazem a reviravolta no marcador. Mérito para os visitantes que dentro das suas limitações nunca deixaram de acreditar e demérito para o Sporting de Viana que deixou fugir os 3 pontos num encontro que abordou de forma displicente e que veio a pagar caro a tarde menos inspirada de todos os seus elementos. Numa equipa em construção e num projecto como o do Sporting de Viana jamais poderemos confundir as derrotas com fracasso nem as vitórias como sucesso absoluto, devemos sim aprender a conviver com as perdas e as derrotas, colhendo de cada uma o máximo de ensinamentos para o futuro.